sábado, 9 de outubro de 2010

LONDRINENSE NA CAPA DA PLAYBOY



“Por trabalhar de biquíni o tempo todo, achei que fosse tirar de letra”, argumenta a estrela da edição de outubro da PLAYBOY; edição também conta com entrevistas de Arnaldo Jabor e Mallu Magalhães


O aguardado ensaio da panicat Nicole Bahls para a PLAYBOY finalmente chega às bancas neste mês de outubro. Dona de um dos corpos mais curvilíneos e malhados da TV brasileira – seus 90 cm de busto e 104 cm de quadril já fizeram dela a Musa do Brasileirão -, Nicole atende às preces de seus fãs em um ensaio matador. “Espero que eles gostem, porque sei que estão tão ansiosos quanto eu.”


“Sou do interior do Paraná, nunca imaginei ser capa da PLAYBOY. Tudo isso parecia um sonho distante e de repente me vi diante de uma equipe de profissionais renomados”, diz a assistente de palco do Pânico na TV, clicada por JR Duran. Ela revela que ficar nua diante da equipe de produção foi mais difícil do que pareceu: “Por trabalhar de biquíni o tempo todo, achei que fosse tirar de letra. Mas três dias antes de fotografar, já pressentia que não seria


Essas travas foram superadas rapidamente com o apoio da equipe e as good vibes vindas do litoral baiano, onde ela se energizou - as fotos de Nicole foram clicadas nas praias de Porto Seguro e Ponta do Corumbá. “Tenho ligação direta com a praia e o verão. Então, esse é um ensaio 100% Nicole.”


Além do ensaio de capa, JR Duran também assina um artigo sobre a nudez nos editoriais de moda. Para quem ainda não percebeu, uma das novas tendências da publicidade e revistas de moda é usar a nudez como elemento.


A PLAYBOY de outubro conta ainda com Arnaldo Jabor no entrevistão. Cineasta talentoso, colunista polêmico e um dos melhores textos do Brasil, ele é um intelectual com opiniões instigantes sobre tudo – das mulheres à política, passando pela sociedade e, claro, o cinema. Outra entrevista vigorosa é protagonizada por Mallu Magalhães na seção 20 P. Ela, uma das jovens revelações da música pop brasileira, fala sobre sexo, música e como é ser um talento precoce.


A PLAYBOY também traz a reportagem Kama Sutra sem cama, na qual a revista adapta oito posições do moleza”. famoso livro indiano para o dia-a-dia, ensinando como tirar o melhor proveito do elevador, do carro, da mesa do escritório, do banheiro da balada - entre outros lugares acessíveis a todos.


A edição de outubro traz ainda uma retrospectivas dos melhores derrières da história da revista e lançando oficialmente o concurso Preferência Nacional.

.

.